Realidade Nacional! Na esperança de obter trabalho, desempregados passam a noite na fila do Sindicato

Filas quilométricas, formadas por milhares de pessoas que (ainda) não perderam a esperança de obter um trabalho, fazem parte da rotina de milhões de desempregados nas principais regiões metropolitanas do país. São pessoas que ainda não entraram para o rol do desalento, que contempla 25% dos desempregados (1 em cada 4) há mais de dois anos, e que desistiram de procurar trabalho.

Passar mais de 14 horas, uma noite inteira, e até “dormir” numa fila, na expectativa de conseguir um trabalho, expõe o estado de penúria do trabalhador brasileiro. Em São, Paulo, no Sindicato da área de Limpeza e Conservação, milhares de desempregados  vivenciam essa situação, desde a última segunda-feira, dia 26, em busca de uma entre oitocentas vagas de trabalho ofertadas por empresa que administra mão-de-obra terceirizada. As oportunidades são para porteiros, auxiliares de limpeza ou recepcionistas, com salário de R$ 1.180,00.

A reportagem está no site agora.folha.uol. Clique no link abaixo, para ler a matéria.

http://Desempregados dormem na fila para se candidatar a 800 vagas