Empregados defendem Caixa Econômica Federal 100% pública

A retomada da mesa de negociação permanente entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) e a Caixa Econômica Federal, realizada na tarde desta terça-feira (27), em Brasília (DF), foi marcada pela reafirmação da necessidade da construção do papel público e social do banco, junto à defesa dos direitos dos trabalhadores. Esse princípio foi destacado em duas faixas que serviram de pano de fundo para a reunião: “A Caixa é do povo brasileiro” e “Mais empregados para a Caixa e mais Caixa para o Brasil”.

“É necessário constatar que a mesa permanente de negociação no âmbito da Caixa serve de referência global de negociação para os trabalhadores bancários de diversas partes do mundo. Preocupa, no entanto, o fato de algumas das medidas da direção do banco estarem voltadas para o enfraquecimento da empresa e para o não cumprimento de sua função pública”, observou Dionísio Reis, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa).

Clique no link abaixo, para ler a matéria completa, publicada no site do Sindicato dos Bancários do Ceará.

http://www.bancariosce.org.br/noticias_detalhes.php?cod_noticia=22210&cod_secao=1